Terapia de Biorregulação

Início da Terapia de biorregulação

Tatyana
Dra. Tatyana Bosh
Damir
Dr. Damir A Shakambet

Terapia biorreguladora é um campo multidisciplinar da medicina que aplica os sistemas de apoio biolgicos e de multi-sistemas para a homeostase, também conhecido como biorregulação. Foi formulada por uma equipe de médicos em Londres, liderada pelo Dra. Tatyana Bosh e Dr. Damir A Shakambet.

Este conceito está de acordo com a ciência moderna, mas difere da abordagem convencional, ao não aplicar paliativos (factor causal único) diagnóstico e tratamento.

Na terapia biorreguladora é implemento um protocolo personalizado que inclui suporte para um conjunto de sistemas homeostáticos desregulados presente para cada paciente (Terapia personalizada).

A Sociedade Internacional de Medicina biorreguladora foi criada em 1995 em Londres, por uma organização médica sem fins lucrativos, registrada como a Fundação Biomedic (The International Society for Bioregulatory Medicine) com comissários em Inglaterra e no País de Gales. A sociedade actua como um conselho de certificação internacional em Medicina biorreguladora, que define normas de formação e competências no campo.

Como funciona

Na terapia biorreguladora, o paciente é tratado como um sistema biológico, e a doença é definida como um desequilíbrio de etiologia multifactorial. Desreguladores endócrinos e toxicidade cumulativa,  poluentes orgânicos persistentes e resíduos metabólicos, criar alterações no sistema orgânico. A auto regulação, inata no organismo ficar danificada ou alterada e a desintoxicação ou tratamento de quelação facilita a eliminação de toxicidade a partir da matriz extracelular. 

A abordagem terapêutica tem em consideração a individualidade do paciente, não somos só que comemos mas também o que sentimos, pensamos, onde vivemos e trabalhamos. Todos estes aspectos influenciam o nosso estado de saúde e são necessário de ter em conta para uma avaliação no programa terapêutico. Ao termos a nível orgânico um terreno acidificado, exposto ao stress oxidativo, descompassado a nível hídrico, com pouca oxigenação, sub carregado de toxinas leva a que haja desregulamento nos sistemas e por consequência aparecimento ou agravamento de patologias.

O que faz a biorregulação e actuar de forma a que os sistemas comportam-se como reguladores biológicos, o que significa que eles agem como activadores ou inibidores, como reguladores que tendem a restabelecer o equilíbrio do sistema orgânico afectado. Procuram promover, manter ou restaurar o equilíbrio energético e orgânico necessário para a saúde dos diferentes sistemas orgânicos.

Apoio terapêutico

Os reguladores biológicos procuram promover, manter ou restaurar o equilíbrio energético necessário a saúde de diferentes sistemas orgânicos. Isto é conseguido através da administração de padrões de informação veiculados por um substrato de fitoterápeuticos, adaptogénios, enzimas, vitaminas, reguladores de processos oxidativos, minerais, aminoácidos, antioxidantes e micronutrientes equilibrados entre si e biofisicamente activos. 

Cada suplemento alimentar obtido desta maneira activa como um conjunto de moléculas ativadas e relacionadas entre si, harmoniosamente, do que resulta uma multiplicação sinergia do seu potencial. Isto compreende-se melhor quando se reconhece, em muitas plantas, propriedades que se devem à sinergia de diferentes componentes e não atribuíveis às propriedades dos seus princípios activos. 

Desta forma eles actuam como reguladores no sentido de restaurar o equilíbrio do sistema orgânico afetado, qualquer que seja o seu ponto de partida, mais do que activadores ou inibidores é por não sermos todos igual, e cada organismo reagir de forma única os biorrreguladores vão actuar mediante a individualidade. 

Mais que suprimir carências, o objectivo é a biorreglação, para o que é ativada e dinamizada uma combinação ideal de substancias biológicas, de modo a gerar sistemas de biotransformação atiradores de cascatas metabólicas essenciais. 

Para além de fitoterápeuticos, enzimas, vitaminas, minerais, reguladores de processos oxidativos, antioxidantes, aminoácidos e micronutrientes a  biorregulação apoia também a sua terapêutica em adaptogénios. 

O que são adaptogénios?

os adaptógenos, são um novo conceito na medicina que utilizam extractos padronizados e purificados de plantas.

A difusão do conceito de adaptógeno aconteceu recentemente, em 1998, quando a agência regulatória americana, o Food Drug Administration (FDA), que reconheceu o conceito como um termo funcional.

Clínicamente, as acções terapêuticas dos adaptógenos compreendem o aumento da atenção e resistência à fadiga, além de reduzir os prejuízos e transtornos relacionados ao stress. Adaptógenos não são considerados estimulantes, mas sim moduladores da resposta, tanto da suprarrenal, quanto do sistema nervoso autónomo - o que permite um aumento da resistência física e psíquica ao stress.

Exemplos de adaptogénios:

MacaA Maca é um poderoso adaptógeneo, o que significa que tem a capacidade de estabilizar os sistemas glandular-hormonal, nervoso e cardiovascular, ajudando o corpo a responder de forma adaptativa aos diversos desafios e stresses da vida moderna. Aumentando a libido, sendo conhecida como o afrodisíaco peruano, ajuda nos problemas de infertilidade e desequilíbrio hormonal

ashwagandha

Ashwaganda é um grande adaptogénio e ajuda a lidar com o stress. Fortalece o sistema imunitário, melhora a memória, é anti-inflamatório, anti fungal e anti bacterial. Actua como anti envelhecimento e ajuda a tratar Parkinson e Alzeimer.
Também aumenta a líbido, sendo também considerado afrodisíaco para homens e mulheres. Tem efeito energizante e calmante em simultâneo. Reduz o colesterol e baixa o índice de açucar no sangue.
Não é aconselhável para grávidas.

panax-ginsengPanax Ginseng é um adaptogénio, estimulante do sistema nervoso central, revitalizante físico e psíquico; tónico pulmonar e cardíaco; estimulante do apetite; regulador da pressão sanguínea; redutor da taxa de colesterol; atividade afrodisíaca e levemente analgésica; cicatrizante; regenerador celular, aumentando as funções cerebrais, desempenhando atividade imunitária; actua nos estados de hipoglicemia, potencializando a ação da insulina, aumenta a taxa de hemoglobina e o número de glóbulos vermelhos. É contra-indicado em casos de hipertensão alta - o ginseng ativa as funções orgânicas - gravidez e doenças agudas.

Thriphla

Triphala é uma mistura de 3 diferentes frutas medicinais da India; Harada, Amla e Bihara. Estudos científicos confirmam os benefícios tradicionalmente conhecidos e atribuídos á Triphala que são; Baixar colesterol e pressão sanguínea, Remover toxinas do fígado e estimular o fluxo da bílis , aumentar a circulação, melhorar a digestão e regulação de eliminação, efeito anti-inflamatório e anti-viral, apoia em situações de colon irritável, doença de Crohn e disfunções intestinais.

Actuação terapêutica dos biorreguladores

  • Desequilíbrios energéticos
  • Desequilíbrios nos sistemas de eliminação de toxinas, associados à acumulação de radicais livres
  • Desequilíbrios do sistema imunológico, associado a disturbios degenerativos e autoimunes
  • Desequilíbrios do sistema digestivo, associado à alteração das células da mucosa digestiva, com a consequente perturbação da regulação na absorção de nutrientes e eliminação de resíduos alimentares
  • Desequilibrios metabólicos que alteram o equilibrio calórico-energético e peso corporal
  • Desequilíbrios nos sistemas de adaptação ao stress
  • Desequilibrios nos sistemas de controlo do estado anímico basal
  • Desequilibrio nos sistemas de controlo do sono fisiologico
  • Desequilibrios do sistema osteoarticular
  • Desequilíbrios dos sistemas orgânicos protectores dos efeitos nocivos de diferentes tipos de radiação
  • Desequilíbrios nos sistemas fisiológicos de regulação da dor e da inflamação
  • Desequilíbrios nos sistemas de protecção da degeneração tecidular
  • Desequilíbrios nos processos de regulação cardiovascular
  • Desequilíbrios nos sistemas de regulação do sistema respiratório
  • Desequilibrio do sistema endocrino

A falência na regulação de um destes sistemas gera repercussão global todos os circuitos biorreguladores humorais, endócrinos, neurais e da matriz extracelular, estando assim, na base de grande  numero de disfunções biológicas.

E a investigação clínica das últimas décadas tem evidenciado a necessidade de desenvolver propostas nutricionais que permitam enfrentar o que hoje se considera serem os principais obstáculos para uma vida saudável.