Medicina Ortomolecular

Em resumo

foto ortoO termo ortomolecular, criado por Linus Pauling nos anos sessenta, significa “as moléculas exatas na quantidade certa”. 

A terapêutica ou medicina ortomolecular é um método, sobretudo, preventivo que se centra na reabilitação celular, ou seja, no restabelecimento do equilíbrio químico do organismo. Este objetivo é conseguido através do uso de substâncias e elementos naturais, tais como vitaminas, minerais, oligoelementos, aminoácidos, probióticos e coenzimas, os quais vão permitir um reequilíbrio bioquímico, nutrindo corretamente as células, todos os tecidos e órgãos do corpo, neutralizando os efeitos tóxicos e melhorando a qualidade de vida.

Início da ortomolecular

linus paulingLinus Pauling é reconhecido como um dos principais químicos do século XX. Foi pioneiro na aplicação da Mecânica Quântica em Química e, em 1954, foi galardoado com o Nobel de Química pelo seu trabalho relativo à natureza das ligações químicas e recebeu o Nobel da Paz de 1962, pela sua campanha contra os testes nucleares. Pauling é considerado o pai da Biologia Molecular, que em 1901-1994, introduziu o termo Ortomolecular.

Em 1941, descobriu que estava afectado por uma forma grave da doença de Bright, uma enfermidade renal potencialmente mortal, considerada incurável pela medicina da época. Pauling conseguiu controlar a doença seguindo uma dieta pobre em proteínas e sem sal, algo fora do comum para a época.

Nos anos seguintes, as investigações de Pauling sobre a vitamina C foram fonte de controvérsias, e em 1970 publicou "Vitamin C and the Common Cold" ("A vitamina C e o resfriado comum").

No ano seguinte, Pauling iniciou uma extensa colaboração com o oncologista britânico Ewan Cameron trabalhando sobre o uso da vitamina C por via intravenosa ou por via oral em doentes de cancro em fase terminal. Cameron e Pauling escreveram vários artigos e um livro de divulgação chamado "A vitamina C e o cancro".

Princípio terapêutico da medicina ortomolecular

Hipócrates já afirmava há milhares de anos: ”Deixa o alimento ser tua cura”. Ele viveu em uma época de quase total inexistência de medicamentos e estes eram preparados empiricamente. Não existiam grandes multinacionais de indústria farmacêutica e alimentar interessadas em explorar o seu consumo.

Hoje vivemos uma realidade diferente e estamos fortemente abastecidos de remédios. Todo ano, dezenas e até mesmo centenas de medicamentos novos ou com pequenas variantes são incorporados ao mercado da farmacotecnologia.

Os alimentos são primordiais porque são a fonte de nossa existência, e os suplementos e os nutrientes, quando utilizados adequadamente, assim como as terapias farmacologias, nos permite restabelecer o equilíbrio dentro do organismo.

Os princípios terapêuticos da ortomolecular, baseia-se no conhecimento de que o corpo humano necessita de 45 nutrientes essenciais para o seu funcionamento saudável.

  • 20 Minerais
  • 15 Vitaminas
  • 8 Aminoácidos
  • 2 Ácidos gordos essenciais

Estes componentes em concentrações adequadas proporcionam uma óptima proteção da nossa saúde.

Orto provém do grego: ¨orthos¨ e que exprime a ideia de correto, exacto. Assim, ortomolecular é a molécula correcta para curar ou prevenir determinada doença.

A terapia ortomolecular consegue descobrir “desequilíbrios orgânicos” que, se não são corrigidos, poderão desencadear varias doenças futuras. A sua função não é só combater doenças, mas também fortalecer o organismo, para que ele tenha as melhores condições para reagir contra as ameaças de doenças, colaborando para a melhoria de diversos problemas, como diabetes, menopausa, problemas articulares, stress e outros. Ela pode ser aliada ao tratamento convencional.

terapia ortomolecular centra-se na reabilitação celular, ou seja, no restabelecimento do equilíbrio químico e este objetivo é conseguido através do uso de substâncias e elementos naturais, tais como vitaminas, minerais, oligoelementos, aminoácidos, probióticos e coenzimas, os quais vão permitir um reequilíbrio bioquímico, nutrindo corretamente as células, todos os tecidos e orgãos do corpo, neutralizando os efeitos tóxicos e melhorando a qualidade de vida.

Acção terapêutica da  terapia ortomolecular

A Ortomolecular actua na prevenção primária e secundária das patologias, através da nutrição equilibrada que fornecerá metabólitos necessários para a reprodução, revigoração e regeneração das células. As vitaminas e os sais minerais agem nos diferentes ciclos metabólicos orgânicos para a produção de ATP (energia) indispensável para a manutenção tecidual. A atividade física actua tonificando a musculatura e melhora o fluxo sanguíneo local.

Nas alterações metabólicas (desequilíbrios orgânicos) podem levar a um quadro clínico patológico e os nutrientes que vão restabelecer o equilíbrio. As doses recomendadas são elevadas em relação às doses mínimas necessárias diárias, pois vão actuar favorecendo o reequilíbrio orgânico e também actuam em caráter preventivo, pois uma alimentação com dieta adequada e administração concomitante de vitaminas e minerais vai restabelecer o equilíbrio químico. Sem dúvida de que isto pode levar a uma redução na incidência de doenças cardiovasculares, doenças mentais, metabólicas (obesidade, artritismo) e até mesmo, retardar processo de envelhecimento.

Diretamente associada à Ortomolecular está o conceito de Radicais Livres:

Os Radicais Livres são segundo estudos recentes a causa de vários desequilíbrios orgânicos e fonte de origem a alguma patologias, estes agem sobre as células, alterando a sua membrana. No entanto, quando a quantidade de células alteradas aumenta devido ao excesso de radicais livres  leva ao envelhecimento cronológico do organismo, há diminuição do sistema imunológico, o organismo não consegue eliminar as células alteradas. Assim, algumas dessas células sobrevivem e começam a funcionar de maneira inadequada, alterando a fisiologia do tecido, do órgão e de todo o organismo. Como essas células podem ter o código genético alterado, multiplicam-se desordenadamente, propiciando o aparecimento de tumores, doenças pulmonares, entre outras.  

Entretanto, os radicais livres são muito úteis. O organismo humano também não vive sem eles, pois são indispensáveis na defesa contra infecções. Quando algo estranho consegue entrar no organismo, como  um vírus, uma bactéria ou uma partícula de pó, logo soa um alarme químico para as células do sistema imunológico. 

Os antioxidantes são moléculas com cargas positivas que se combinam com os radicais livres, de carga negativa, tornando-os inofensivos. Logo essas substâncias  teriam a capacidade de anular a ação desses radicais, daí o nome de antioxidantes.

A Medicina Ortomolecular surgiu justamente para corrigir os desequilíbrios químicos provocados pelos Radicais Livres, pois eles desempenham papel importante nas doenças e no envelhecimento. Porém  num organismo equilibrado e saudável, elas  são logo destruídas. Nas pessoas em que são encontrados altos níveis de Radicais Livres é com o uso de anti-oxidantes que o equilíbrio é refeito, juntamente com diversas outras medidas preconizadas pela Medicina Ortomolecular.

Resumidamente podemos dizer que Medicina Ortomolecular promove a saúde de três formas:

1) Preventiva:
não deixa que as manifestações patológicas aconteçam

* Os distúrbios Metabólicos da Obesidade
* Os distúrbios Cardiovasculares
* Os distúrbios Reumáticos
* Os distúrbios Ginecológicos
* Os distúrbios Hepáticos
* Os distúrbios Neurológicos
* Os distúrbios Imunológicos
* Os distúrbios Pulmonares
* Os distúrbios causados por Radicais Livres
* Os distúrbios Doenças Oxidativas
* Os distúrbios Tumorais (Cancro)

2) Trata a doença que se manifestam.

* Tratamento da Obesidade
* Tratamento dos Transtornos do Envelhecimento
* Tratamento da Fadiga Crónica
* Tratamento dos Transtornos e diminuição da Memória
* Tratamento da Depressão Oxidativa
* Tratamento para Aumentar a Libido Feminina e Masculina
* Tratamento da Osteoporose e Osteopenia
* Tratamento da Baixa de Imunidade
* Tratamento da Reação Aguda ao Stress
* Tratamento da Dor Articular
* Tratamento dos Transtornos Circulatórios
* Tratamento da Tensão Pré-Menstrual (TPM)
* Tratamento para Aumentar a Massa Muscular
* Tratamento de Revitalização do Organismo
* Tratamento dos Efeitos dos Radicais Livres
* Tratamento do Stress Oxidativo
* Tratamento das Doenças Oxidativas
* Tratamento do Cancro

3) Combate ou minimiza:

* As Doenças Degenerativas
* As Dores Musculares e Articulares
* As Doenças Causadas por Radicais Livres
* Os Efeitos Deletérios do Envelhecimento
* Os Desequilíbrios e Distúrbios Alimentares
* Os Distúrbios da Memória 
* Os Distúrbios dos Metabolismos Metabólicos
* Os Distúrbios dos Metabolismos das Vitaminas
* Os Distúrbios dos Metabolismos dos Sais Minerais
* Os Distúrbios dos Metabolismos dos Macronutrientes,
* Os Distúrbios dos Metabolismos dos Micronutrientes
* Os transtornos Hormonais
* Os transtornos da Osteoporose
* Os transtornos Envelhecimento Orgânico

Desta forma, a estratégia Ortomolecular é a estrategia terapeutica médica, direcionada para a prevenção de doenças, manter a saúde, incluido e contenplando o bem-estar físico-mental, social e emocional e não meramente a ausência de doença ou enfermidade.

Nesta prespectiva valoriza as mudanças de hábitos e vão diminuir o excesso de Radicais livres, tais como: evitar exposições prolongadas ao sol, eliminar o fumo, reduzir o consumo de gorduras e eliminar ou reduzir os fritos, neutralizar o stress. Valorizando uma melhor filosofia de vida, relax, atividade física constante e adequada, alimentação saudável.