Vitamina B12 ou Cobalamina

Vitamina B12 ou Cobalamina é um importante membro da família das vitaminas do complexo B. A cobalamina pode apresentar-se sob a forma de cianocobalamina e hidroxicobalamina (formas ativas).

É durante o processo de digestão que esta vitamina é processada a partir de proteínas no corpo humano. Esta reacção também é altamente dependente de ácido clorídrico. O fígado é o principal orgão onde a vitamina B12 é absorvida e armazenada.

Acção

A vitamina B12 e hidrossolúvel, não sintetizada pelo organismo e presente em alimentos de origem animal.

Estes alimentos quando ingeridos sofrem ação de enzimas digestivas, as proteases pancreáticas, a vitamina e então liberada para se ligar a uma glicoproteína chamada de fator intrínseco (FI) que e produzido por células parietais do estômago. Este complexo formado, vitamina B12 + FI resiste a ação de enzimas proteolíticas na luz intestinal até a sua chegada ao íleo terminal, onde se liga a receptores do epitélio intestinal sendo a vitamina B12 absorvida.

A vitamina B12 é essencial para o metabolismo celular, principalmente do sistema gastrointestinal, medula óssea e tecido nervoso. É essencial na síntese de ácidos nucleicos (moléculas que transportam a informação genética nas células), purinas (nucleótido constituinte da molécula de DNA) e pirimidinas (nucleótido constituinte da molécula de DNA), participando na transferência de grupos metil. Participa também na formação de tetrahidrofolato (necessário para a síntese de DNA) e na remoção do grupo metil do metilfolato. A cobalamina participa ainda no metabolismo dos glícidos e dos lípidos.

A cobalamina é uma vitamina hidrossolúvel e faz parte do grupo de vitaminas do Complexo B, sendo a única vitamina que o organismo consegue armazenar em grandes quantidades.

Principais alimentos

O fígado pode ser considerado uma das principais fontes alimentares desta vitamina, por ser o órgão onde ele se armazena. Pois, os alimentos mais ricos em vitamina B12 são especialmente de origem animal, como peixes, (carapau, cavala, sardinha, sarda, dourada, cação), carnes (carne de vaca, pato, borrego, vitela, carne de porco, fígado e rim), ovos, queijo e leite que servem para manter as células vermelhas do sangue saudáveis, atuando na prevenção e no combate da anemia.

Alguns alimentos de origem vegetal contêm também vitamina B12, como a levedura de cerveja e algumas algas marinhas, como as hijiki, wakame, clorela e a spirulina que têm a reputação de a conterem. No entanto, não é a verdadeira vitamina B12, mas sim um análogo não activo (corrinóide não cobalamina). São substâncias similares mas não funcionam da mesma forma no corpo.

Vitamina_B12

Quem consome dietas estritamente vegetarianas, geralmente, tem pouca quantidade dessa vitamina no organismo, a não ser que faça suplementação em vitamina B12, que deve ser acompanhada por um profissional de saúde, como o médico ou nutricionista.

Défice de vitamina B12

A carência de vitamina B12 origina o aparecimento de anemia megaloblástica (caracterizada por glóbulos vermelhos e brancos grandes e imaturos), resultante da ocorrência de alterações na síntese de ADN, que afectam principalmente os tecidos com uma taxa de renovação de células mais elevada (exemplo sistema hematopoiético). Pode também ocorrer neuropatia (danos nos nervos).

Os sintomas incluem fraqueza, cansaço, dispneia (falta de ar quando realizado esforço), falta de sensibilidade nas mãos e pés, glossite (inflamação da língua), anorexia, perda de peso, ageusia (perda de paladar) e anosmia (perda do olfacto), perturbações psiquiátricas (irritabilidade, perda de memória, depressão leve, alucinações).

Outra das consequências desta carência é a desmielinização da medula espinal que provoca danos irreversíveis no sistema nervoso.

Principais benefícios

vitamina b12

A vitamina B12 dá uma mãozinha na manutenção de diferentes tipos de células existentes no corpo humano. Por exemplo, funções importantes como a formação , reparação e manutenção de células vermelhas do sangue são em grande parte dependente de vitamina B12. 

Uma dieta rica em vitamina B12, ajuda na redução dos níveis de colesterol no organismo. além disso, esta vitamina ajuda a controlar os níveis dos triglicéridos, que contribui para a manutenção do funcionamento adequado do coração.

A vitamina B12 é considerada um importante componente para a saúde em geral, e particularmente no tratamento da anemia falciforme. 

A vitamina B12 é eficaz no tratamento da doença de Alzheimer. Esta doença é acompanhada por sintomas como confusão e degeneração cognitiva. Tem sido relatado por peritos médicos que os pacientes que sofrem desta doença reportam baixos valores desta vitamina no organismo.

Recomendação

A ingestão dietária recomendada de vitamina B12 está entre 0,3-5,0 mcg(microgramas)/dia em 25 países. A doses recomendadas são geralmente baseadas numa absorção de 50%, uma vez que isso é o típico para pequenas quantidades de B12. Desde 1989 que o Comité de Alimentação e Nutrição da Academia Nacional das Ciências recomenda uma dose diária de 2,0 mcg para adultos, 0,3 mcg para os bebés até os seis meses e 0,5 mcg/dia para aqueles entre os seis meses e um ano.

É recomendado um aumento de 2,2 mcg/dia durante a gravidez de 2,6 mcg/dia para a amamentação de modo a cobrir as necessidades aumentadas do feto/bebé. O Comité para a Nutrição da Academia Americana de Pediatria recomenda uma ingestão diária de vitamina B12 de 0,15 mcg/100 kcal de energia ingeridos para os bebés e crianças. Outras autoridades sugerem ingestões de 0,3-0,5 mcg (0-1 anos de idade), 0,7-1,5 mcg (1-10 anos) e 2 mcg (> 10 anos).

A dieta ocidental “média” fornece provavelmente 3-15 mcg/dia, mas pode variar de 1-100 mcg/dia

No mundo vegan

  • Cerca de 50% dos vegetarianos têm carência desta vitamina
  • Cerca de 40% dos não vegetarianos têm carência desta vitamina

Uma ingestão muito baixa de vitamina B12 pode provocar anemia e danos no sistema nervoso.

As únicas fontes veganas fidedignas de vitamina B12 são os alimentos enriquecidos (incluindo alguns leites vegetais, alguns produtos de soja e alguns cereais de pequeno-almoço) e os suplementos de B12. A vitamina B12 (incluindo a B12 em alimentos enriquecidos, em suplementos e em alimentos de origem animal) tem origem em microorganismos.

A maioria dos veganos ingere uma quantidade de vitamina B12 suficiente para evitar anemia e danos no sistema nervoso, mas muitos não ingerem a quantidade suficiente para minimizar potenciais riscos de doenças cardiovasculares ou complicações durante a gravidez.

Ao escolher usar alimentos enriquecidos ou suplementos de B12, os veganos estão a obter vitamina B12 da mesma fonte que todos os outros animais no planeta — microorganismos — sem causar sofrimento a nenhum ser nem causar danos ambientais.

Advertencia

Os níveis de vitamina B12 são considerados baixos quando são inferiores a 200pg/ml.

Excesso de vitamina B12

O excesso de vitamina B12 no organismo pode provocar pequenas alterações no baço, alteração ou aumento dos linfócitos. Isto não é muito comum, pois a vitamina B12 é bem tolerada pelo organismo, mas pode ocorrer caso, o indivíduo tome suplementos desta vitamina sem o acompanhamento médico.

Nota: A vitamina B12 é uma das vitaminas mais importantes para a manutenção do seu estado de saúde mental e fisico, é essencial incluir esta vitamina em seu plano alimentar, e caso seja adepto do vegetarianismo ou vegan deverá inclusive fazer suplementação desta vitamina, não pode deve ser deixada de fora de uma dieta saudável !

A sua saúde agradece…

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.