Vitamina B3 ou Niacina

Niacina_vit_B3

A niacina, também conhecida por vitamina B3, vitamina PP ou ácido nicotínico faz parte do grupo das vitaminas do complexo B. É uma vitamina hidrossolúvel (solúvel em água) essencial para as reações envolvidas para a produção de energia a partir dos alimentos. A sua absorção ocorre no intestino delgado e sua ingestão em excesso não fica armazenada no organismo, sendo eliminada pela urina.

Principalmente utilizada para baixar os níveis elevados de colesterol, possui um papel fundamental em mais de 100 funções necessárias no organismo entre elas, para produção de energia pois é utilizada no metabolismo de hidratos de carbono, de proteínas e de gordura. E ainda importante para dilatação dos vasos sanguíneos e para a formação de hemácias mas também auxiliar a manter a saúde da pele, o sistema nervoso e regula o sistema digestivo. 

A niacina reforça a energia e a resistência porque auxilia na produção de enzimas que convertem hidratos em glicose e gorduras para energia utilizável ao organismo.  Apesar da niacina ser essencial para a produção de energia e a circulação sanguínea, ela recebe elevada importância por parte dos atletas (caso dos bodybuilders) que pretendem delinear as formas do corpo, uma vez que esta vitamina aumenta a vascularização, o que faz com que as veias se destaquem e o corpo pareça mais magro.

Acção

A Vitamina B3 existe em duas formas: niacina e niacinamida. A niacina pode ser produzida pelo triptofano (aminoácido essencial), precisando das vitaminas B1, B2 e B6 para concluir o processo. A niacinamida atua como antioxidante.

A niacina está ainda envolvida na produção de certas hormonas, como o estrogénio, a progesterona, a testosterona e a insulina. Ela é importante para o transporte de hidrogénio intracelular, um dos nutrientes importantes na produção de energia pelo organismo.

Principais alimentos 

Podemos encontrar a niacina na carne, o peru, atum, ovos, frango, coalhada, Levedura de cerveja, amendoins, nozes, legume, batatas, queijo, arroz integral, aveia, cevada, gérmen de trigo, flocos de trigo, vegetais de folhas verdes e leite. 

Alimentos como pão e cereais também são ricos em niacina. Mesmo os alimentos ricos em triptofano – como iogurte e ovos podem ajudar a aumentar os níveis de niacina no organismo. 

niacina

A vitamina B3 e suas várias formas, tais como niacinaácido nicotínico, niacinamida são popularmente usadas como vitaminas terapêuticas para aliviar muitas doenças.

Défice de vitamina B3

Sua carência severa pode levar a uma patologia chamada de, pelagra, que é um distúrbio que de modo geral, é caracterizada por “três Ds”: dermatite, diarreia e demência (lesões nervosas que afetam o sistema nervoso central, que levam á demência). Além dessa enfermidade, a deficiência de niacina pode levar à fadiga, irritabilidade, insónia, cefaléia, depressão, inflamações e erupções na pele, cirrose, diabetes e anemia hipocrômia.

Conheça melhor os sintomas da pelagra:

  • Alterações digestivas: vómitos, diarreia ou prisão de ventre, baixa produção de ácido clorídrico (prejudica a digestão), língua inchada.
  • Distúrbios neurológicos: confusão mental e desorientação, podendo originar em psicose, delírio e demência profunda, além de depressão, tremores, dor de cabeça e perda de memória.
  • Alterações na pele: descamação, pigmentação escurecida nas pernas e braços, pele enrugada e dermatite.

Principais benefícios 

Como um dos membro de vitaminas do complexo B, a niacina auxilia no funcionamento normal do sistema digestivo, através da produção de ácido clorídrico (HCL), o ácido do estômago, fundamental para uma boa digestão, promove um apetite saudável e remoção de substâncias químicas tóxicas do nosso corpo.

niacina

A ingestão de grandes quantidades de niacina, é usada para tratamento da dislipidémia (patologia em que um dos seus marcadores de avaliação constitui no aumento significativo do colesterol no sangue). As doses farmacológicas (doses mais altas que precisam ser prescritas pelo médico), que seria de 1100 mg ou mais por dia, têm  provado reduzir consideravelmente os níveis de “mau” colesterol LDL e dos triglicéridos, aumentando o colesterol HDL “bom”, que impede o espessamento das paredes das artérias que por consequência leva a aterosclerose. 

Participa do processo de digestão e absorção dos glícidos (também conhecido por hidratos), lipídos (gorduras) e proteínas e da produção de energia a partir deles. E também regula a glicose sanguínea e apoia a resposta do organismo à insulina.

Outras das propriedades benéficas são:

  • A niacina parece influenciar positivamente o funcionamento sexual. de duas maneiras: aumentando a circulação e direcionando o sangue a partes específicas do corpo; ou estimulando a liberação da histamina, que é necessária para atingir o clímax.
  • Importante para a ação de enzimas antioxidantes.
  • Auxilia na manutenção de uma pele saudável e bonita.

Advertência

A recomendação de vitamina B3 pelo Dietary Reference Intakes (DRI) é de 16mg para homens adultos e 14mg para mulheres adultas. A recomendação para controle dos altos valores de colesterol deverá ter acompanhamento médico através de suplementação oral.

Pessoas com diabetes, doenças hepáticas e outras condições médicas devem consumir este nutriente com cautela.

Antibióticos, bebidas alcoólicas, a cafeína, o açúcar e esteróides podem reduzir o potencial de absorção de vitamina B3 no organismo.

Nota: Quando confeccionados, os alimentos com niacina podem perder parte das suas propriedades no processo, pois ela é hidrossolúvel e não fica armazenada no organismo sendo expelida na urina quando ingerida em excesso. No entanto uma alimentação saudável e equilibrada dá ao organismo a quantidade necessária desta vitamina para todas as suas funções. 

A sua saúde agradece….

 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.