Já conhece a chufa?

A Chufa é um tubérculo de delicioso sabor com propriedades para uma alimentação saudável. Rica em vitamina E, com antioxidantes e sem glúten destacam-se pelas suas propriedades curativas, como por exemplo, diminui os efeitos nocivos como os colesterol.

Tem um grande valor nutricional e com poucas calorias. É um alimento também conhecido como tigernuts, rico em minerais, sem colesterol e sem glúten. Com alto teor de fibras, proteínas e açúcares naturais, por isso recebeu o status de superalimento. É uma planta tradicionalmente cultivada na Espanha, mas há relatos de seu cultivo em antigas civilizações egípcias, que utilizavam esse alimento por suas ricas propriedades nutricionais.

Pode também ser utilizado como bebida para intolerantes à lactose, ao glutén, ao trigo e centeio.

chufa

A chufa (Cyperus esculentus) é um grão da família dos tubérculos, cujo consumo vai aumentando pelas suas extraordinárias propriedades.Os antigos egípcios, uma das civilizações mais importantes da antiguidade, já utilizavam este alimento pelas suas magníficas propriedades curativas e regenerativas.

Outrora, diferentes civilizações deram um papel fundamental à Chufa, enquadrada numa alimentação sã e equilibrada.

Diferentes estudos realizados na Europa avaliam as suas propriedades e os nutrientes intrínsecos deste exclusivo tubérculo, que vão desde a prevenção de doenças coronárias, (efeitos positivos sobre alto teor de colesterol) bem como a regulação da função intestinal, pelo seu elevado conteúdo em fibras naturais.

A chufa destaca-se por:

chufaDoce Sabor

Alto Conteúdo em Fibra

Sem Glúten

Sem Lactose

Apto para Diabéticos

Apto para Celíacos

Apresentações alimentares disponíveis

Óleo de Chufa

É um produto com propriedades nutritivas únicas, tanto para uso cosmético como para uso alimentar.

As suas propriedades destacam-se pelo:

  • Elevado conteúdo de ácido-oleico (ácido gordo monosaturado) que contém maior resistência à decomposição química e prepara a pele contra as agressões externas.
  • Elevado conteúdo de ácido gordo polinsaturado (ácido linoleico) suficiente para tratar e restaurar o manto lipídico da pele, cobrindo as suas necessidades diárias mínimas.
  • Elevado conteúdo vitamina E (alfa e gama-tocoferol) que previne o envelhecimento.
  • Estabilidade oxidativa superior pelo seu conteúdo em ácidos gordos polinsaturados e gama-tocoferol.

Bebida de Chufa

A bebida vegetal obtida através da Chufa, é uma bebida de sabor doce em alternativa ao leite de vaca e a bebida de soja.

O “leite” de chufa não contém açúcares, sendo apta para diabéticos contém hidratos de carbono à base de sacarose (sem glucose) e um alto conteúdo em arginina, que liberta a hormona que produz a insulina.
Bebida ideal para pessoas intolerantes ao glúten (celíacos) e intolerantes ao leite de vaca e seus derivados.

Como fazer

Basta hidratar a chufa durante a noite, adicionar posteriormente 1,5 litros de água por cada 100g de chufa hidratada, triturar, juntar açúcar a gosto e homogeneizar, coar e polvilhar no fim com um pouquinho de canela!

Farinha de Chufa

chufa-farinha

Este excepcional alimento, sobre o qual têm sido realizados várias investigações, foi moldado de modo a que não tenham sido alteradas as suas propriedades.

A farinha tem um sabor único pela sua doçura natural, e é uma excelente opção para celíacos (intolerantes ao glúten,…), pessoas com diabetes e para aquelas pessoas que necessitem de uma quantidade extra de fibras para a sua alimentação diária.

Atualmente este tipo de farinha é utilizado em produtos de pastelaria, pequenos-almoços e lanches (muesli ou flocos), em padarias especializadas, em produtos dietéticos e nutricionais, pela sua elevada quantidade de nutrientes benéficos para o organismo.

Flocos de Chufa

Trata-se de um processo 100% seguro e fiável que permite obter a Chufa sem crostas, proporcionando um sabor doce, agradável para os mais gulosos.
Este tipo de Chufa, graças ao seu saboroso sabor, pode apresentar-se ao consumidor final de diversas maneiras: como cereal de pequeno almoço, snack para o lanche, misturadas em sortido de frutos secos, ou das maneiras que a sua imaginação alcance.

Benefícios para a saúde

Nutricionalmente a chufa é muito completa, rica em fibra e minerais como cálcio, potássio, fósforo, magnésio e ferro. Suas propriedades nutricionais dão energia e ajudam a fortalecer os ossos, reparar os tecidos e músculos.

É uma fonte de vitamina B1, que ajuda a equilibrar o sistema nervoso central e ajuda a controlar stress.

Contém fibra pectina, que age como um probiótico natural.

O “leite” pode prover de uma boa quantidade de vitamina E, suficiente para retardar o envelhecimento celular, melhorar a elasticidade da pele, reduzir e até eliminar rugas, espinhas e manchas da pele.

É muito utilizada na China como tónico para o fígado, dores de estômago, regularizar a menstruação e para curar a boca e gengiva.

Este leite é reconhecido desde o Império Egípcio, persas e árabes também o apreciavam por seus poderes digestivos e desinfetantes, energéticos e diuréticos. Originalmente não é baixo em sódio, não contém lactose nem glúten, embora algumas marcas que a comercializam lhe adicionem leite de vaca.

Preparar orchata é uma boa opção para quem é alérgico, intolerante ou não quer consumir leite.

Para quem sofre de problemas digestivos, indigestão ou flatulência, as enzimas digestivas proporcionadas pela chufa podem ajudar a aliviar o mal-estar. Além disso previne a prisão de ventre.

Uma das suas propriedades mais destacadas é a surpreendente quantidade de antioxidantes que contém. Poderia ajudar a proteger o sistema imunológico em casos de desnutrição. Seu conteúdo de arginina (aminoácido) a tornou muito popular em hospitais, já que ajuda a reduzir o gasto energético, evitando casos de desnutrição.

A chufa é uma grande fonte de ómega 9, graças às suas gorduras monossaturadas. Seu conteúdo de gorduras é similar ao de um fruto seco, a chufa contém de 20% a 30% e os frutos secos são ao redor de 40%.

Segundo evidência científica recente, os benefícios deste alimento vão desde a prevenção de doenças coronárias, como arteriosclerose ou hipercolesterolemia, devido a sua contribuição na redução do colesterol e triglicéridos pela sua quantidade de ácido oleiro, que contém arginina, que ao ser transportadora de óxido nítrico favorece o efeito vasodilatador. Ómega 9 e vitamina E que tem efeito antioxidante sobre as gorduras.

Por ser uma ótima fonte de ferro, ajuda a repor naturalmente este mineral e a prevenir anemias, principalmente em mulheres com fluxo menstrual intenso. Outro mineral importante fornecido por este alimento é o magnésio, que auxilia na contração muscular e no equilíbrio do sistema nervoso central, assim como no controlo de desejos alimentares no período da TPM.

Por último, exerce ainda um efeito afrodisíaco e potencia o desempenho sexual.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.