É possível congelar a maioria dos alimentos, mas nem todos os alimentos reagem de forma positiva aos efeitos das baixas temperaturas. Tendo em conta o seu embalamento, em embalagens apropriadas, podemos aumentar a sua vida útil e preservar todas as características nutricionais e propriedades organolépticas.

Porém, alguns alimentos perdem expressivamente suas propriedades nutritivas, bem como sabor e aparência. Fique a conhecer alguns alimentos que não teve congelar. 

Verduras-e-legumesVerduras e legumes: A indicação aqui é não congelar os vegetais que se pretende consumir crus. Alguns deles, como tomate, pepino e rabanete (crus), perdem em sabor e têm sua aparência alterada — eles amolecem e ficam murchos. O mesmo se aplica às folhas que serão consumidas em forma de salada crua. As exceções são aqueles vegetais que serão utilizados como temperos de pratos quentes, como salsa, cebolinho e coentros, que podem ser congelados.

batata

Batatas: As batatas são fortemente prejudicadas quando passam por processos de congelamento. Esses vegetais têm em sua composição muitas partículas de água, que se congelam. Ao descongelar, a batata absorve toda essa água no seu interior, amolecendo, esfarelando-se e escurecendo. Isso acontece com batatas cruas ou cozidas. Já se elas estiverem fritas ou em forma de purê, não haverá problemas.

Frutas: As frutas que reagem mal ao congelamento são, principalmente, as que têm alto teor de água, como é o caso da melancia, melão, mamão etc. O seu sabor é bastante modificado quando descongelam. Além disso, em outras frutas mais sensíveis a sua cor é alterada quando expostas a baixas temperaturas. Alguns exemplos são banana e pêra, que escurecem avidamente quando descongeladas. A solução é congelá-las cozidas ou em forma de calda.

leiteLeite: O leite, por conter bastante água na sua composição, congela de forma irregular, ou seja, cada parte congela em um tempo diferente. Esse facto é um factor negativo para quem quer consumir o leite em sua forma líquida, depois de descongelado. No entanto, se o objetivo for usar o leite em algum preparação, a característica mencionada anteriormente não terá qualquer consequência maior. Deixe que o leite descongele de forma natural, dentro do frigorífico, aproximadamente 24 horas.

iogurte

Natas e iogurte: Esses dois produtos não devem ser congelados pelo mesmo motivo do leite; os ingredientes tendem a separar-se, cada um é congelado em determinada temperatura. Ao serem descongelados, essa característica dá ao produto uma aparência talhada.

Maionese: Com a maionese o processo é o mesmo que ocorre com o leite, natas e iogurte — os ingredientes se separam e congelam em tempos diferentes. Só que no caso da maionese, é a gordura que se separa, e o produto talha quando descongelado.

ovo

Ovo cru inteiro: Os ovos crus não devem ser congelados inteiros pois o líquido se expande e a casca quebra-se. Para congelar ovos crus, o melhor é separar as claras das gemas, bater as gemas com uma pequena pitada de sal ou açúcar e congelar as duas (claras e gemas) separadamente.

 

Alimentos fritos: Os alimentos fritos não devem ser congelados pois sua crosta que lhe dá a sensação de crocante desaparece, ficando mole e húmida.

queijosQueijos: Os queijos não devem ser congelados pois perdem a sua textura e sabor. Se o queijo for de um tipo mais duro, ao ser descongelado, perderá em textura, pois ele ficará esfarelado. Se o queijo for fresco, a água contida em seu interior cristalizará, o que faz o alimento perder muito sabor.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.