O aumento de peso tem muitas causas subjacentes, mas uma das mais comuns é algo que todos experimentamos: Stress! Seja do tipo temporário leve causado por um evento pontual ou por um evento grave, desencadeado por um evento traumático da vida – o stress não é amigo do seu peso. Pode desencadear mudanças físicas e emocionais que podem levam a comer mais, e a desejar alimentos menos nutritivos e que engordam – e até ganham peso com muito mais facilidade.

O que faz o stress ao organismo

Pode não se a perceber, mas o stress pode ter um efeito directo visível no seu organismo.

Desde músculos tensos e dores de cabeça a irritações, sentir mais deprimido ou com variação de humor, o stress afeta a saúde física, mental e emocional.

Em muitos casos, irá sentir os efeitos do stress imediatamente. Mas existem outras formas pelas quais o organismo responde ao stress, como aumento de peso, principalmente na circunferência abdominal, e podem levar mais tempo para serem notadas.

Cortisol e stress

Segundo o Dr. Charlie Seltzer, médico para perda de peso, o organismo responde ao stress aumentando os níveis de cortisol, que prepara o corpo para “lutar ou fugir”.

O cortisol, uma hormona libertada pelas glândulas supra-renais, aumenta em resposta a uma ameaça e que ajuda a regular o metabolismo.

Mas também desempenha um papel importante na memória e coordenação do açúcar no sangue. Quando os níveis de cortisol aumentam, pode promover inflamação e estimular o organismo a começar a acumular gordura ao redor da barriga. e segundo Fatima Cody Stanford, professora assistente de medicina na Harvard Medical School,”O stress também pode influenciar o sono e levar as pessoas a procurar comida no meio da noite quando normalmente não fariam”.

Além do mais, um Estudo de 2015 mostrou que organismo metaboliza mais lentamente quando influenciado pelo stress.

O estudo constatou que as mulheres participantes que relataram um ou mais eventos stressantes durante as 24 horas anteriores queimaram menos 104 calorias do que as mulheres do grupo controle não stressadas.

Para chegar a esse valor, os pesquisadores entrevistaram as mulheres sobre eventos stressante antes de lhes dar uma refeição rica em gordura para comer. Depois de terminar a refeição, as mulheres usavam máscaras que mediam seu metabolismo calculando o fluxo de ar inalado e expirado de oxigénio e dióxido de carbono.

Não só demonstrou uma desaceleração no metabolismo, assim como os resultados também mostraram que mulheres stressadas tinham níveis mais altos de insulina.

Consequentemente, o stress pode levar ao aumento de peso prejudicial.

stressQuais são os riscos de stress?

Quando o stress atinge o pico ou se torna difícil de controlar podem ocorrer consequências mais graves e relacionadas à saúde a longo prazo.

Depressão, hipertensão  insónia, doenças cardíacas, ansiedade e obesidade estão todos ligados ao stress crónico não tratado.

Os riscos associados ao ganho de peso incluem:

  • pressão arterial mais alta
  • diabetes
  • doença cardíaca
  • acidente vascular encefálico
  • problemas reprodutivos
  • diminuição da função pulmonar e respiratória
  • aumento de dores articulações

Além disso, há evidências de uma conexão entre obesidade e certos tipos de cancro, como cancro de pâncreas, esófago, cólon, mama e rim.

Por fim, a saúde mental pode também sofrer um impacto. Um aumento na ansiedade ou depressão também pode acontecer quando involuntariamente ganha peso.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.