A batata é um dos alimentos mais nutritivos que existem, e que faz parte da tradicional alimentação do povo português. Tem um custo acessível e pode ser servida de varias maneiras.

O valor nutritivo de uma refeição contendo batata depende dos outros componentes e do método de preparação. Por si só, a batata não engorda (e a sensação de saciedade que vem do seu consumo pode ajudar a controlar o peso).

Há muito que a batata acompanha os pratos tradicionais mas, a batata doce tem vindo gradualmente a ganhar mais adeptos principalmente para quem faz actividade física, é já começa a estar presente nestes a ideia que há uma grande diferença entre estes 2 tubérculos. Principalmente por, a batata doce fazer parte dos alimentos de baixo índice glicérico, absorvendo de forma lenta os hidratos de carbono.

Diferenças entre as batatas

Elas têm origem em plantas bem diferentes. A batata-doce (Ipomoea batatas) pertence à família das convolvuláceas, enquanto a batata de polpa branca ou batata-inglesa (Solanum tuberosum) pertence à família das solanáceas.

A batata-doce que se pensa ser originaria da América Central, pode ser o legume mais antigo conhecido pelos humanos. foram encontrados vestígios em cavernas peruanas que remontam há 10.000 anos. batata-doceA batata-doce foi trazida pela 1ª vez para a Europa por Cristóvão Colombo, e os exploradores português fizeram chegar a Africa, índia Indonesia e sul da Asia.

Existem cerca 400 variedades diferentes, cujas a pele variam de cor entre o roxo, o vermelho, o laranja, o amarelo e até branco. Seus tubérculos têm sabor adocicado e agradável e são bastante consumidos como alimento quando cozidos, fritos ou em compotas e doces caseiros. Em alguns países ela é plantada para fornecer alimento para o gado bovino, eqüino e caprino.

batata inglesaA batata-inglesa, por sua vez, é originária da América do Sul, tendo sido levada à Europa por volta do século XVI, onde passou a ser cultivada e consumida em grande escala. Ela cresce praticamente em todas as regiões do mundo, sendo, em muitos países, a base da alimentação. Saborosa e bastante nutritiva, é uma planta herbácea com flores de coloração rósea ou lilás. Na indústria, ela é utilizada para fabricação de álcool (Europa) e dela se extrai a fécula (amido). Um cuidado deve ser tomado com a batata-inglesa: quando ela fica esverdeada ou envelhecida, pode apresentar uma grande quantidade de solanina, uma substância tóxica. Se ingerida em grandes quantidades, pode provocar envenenamento, com sintomas de dor de cabeça, cólicas intestinais, vómitos, pupilas dilatadas, tremores e suor exagerado.

Diferenças nutricionais

Entre os dois tubérculos, quem deveria merece mais espaço à mesa é a batata-doce. Ela é fonte de cálcio, ferro, fósforo, potássio, vitaminas A, C e E, além das do complexo B. A inglesa, por sua vez, tem alto índice glicémico e, por isso, faz a glicose e a insulina dispararem no sangue. “Em excesso, a insulina incentiva o armazenamento de gordura, sobretudo na região abdominal”.

Já a doce não tem esse mesmo efeito porque reúne o dobro de fibras – logo, a liberação de açúcar na circulação ocorre lentamente e não há necessidade de activar a insulina compensatória. As fibras são também uma vantagem porque aumentam a sensação de saciedade, evitando assim, ataques desenfreados de fome. Seja qual for a sua preferência ou escolha, os tubérculos são fontes de hidratos de carbono e o seu consumo em excesso pode levar a uma acumulação de gordura abdominal. Coma, no máximo, metade de uma batata por dia.

A diferença entre os dois, quanto ao seu índice glicémico.
A batata-doce ganha em vários aspectos. Ela tem mais hidratos de carbono, vitamina A, tiamina (vit, B1), riboflavina (vit B2), ácido ascórbico, sódio, fósforo e cálcio. Além disso, seu índice glicémico é mais baixo que o da batata inglesa, sendo uma ótima escolha para refeições ao longo do dia. O IG (índice glicémico) da batata-doce é 77, enquanto que o da batata inglesa, cozida, é de 91. O consumo de batata-doce evita um pico de insulina que em último caso levaria a uma acumulação de gordura.

Porque deve comer batata

Uma batata do tamanho médio contém quase metade da dose diária recomendada de vitamina C e com a pele, as batatas fornecem 21% do valor diário de potássio. Comparativamente, a batata tem tanta vitamina C como um tomate médio e o dobro do potássio de uma banana. As batatas de pele e polpa com cor, particularmente vermelhas e roxas, contêm os níveis mais elevados de antioxidantes, especialmente caratenoides e antocianinas.

A batata inglesa, apesar de perder em vários aspectos, pode ser explorada quanto ao seu índice glicémico elevado. Em uma refeição pós-treino, a batata inglesa é uma ótima escolha

A batata-doce,

É uma excelente fonte de vitamina A e betocaroteno e uma boa fonte de vitamina C, B6 magnésio, potássio e fibra. A variedade vermelha da batata-doce é uma excelente fonte do fitoquímico licopene – que pode ajudar a combater a doença cardíaca e cancro da mama e próstata. Os tipos de polpa roxa têm um conteúdo elevado de antocianinas que protegem o corpo das doenças degenerativas

Batata crua Batata-doce crua
energia (KJ) 382 520
Energia (KcaL) 90 123
gordura total (g) 0 0
àcidos gordos saturados (G) 0 0
Total de HC dísponiveis (g) 19,2 28,3
Amido (g) 18 20,4
Proteina 2,5 1
Fibra alimentar 1,6 2,7
Sodio (Na) (mg) 9 21
vitamina D (ug) 0 0
Tiamina (mg) 0,21 0,17
Indice glicémico (Cozidas) 91 77
Cálcio (Ca) (mg) 9 24
Riboflavina (mg) 0,02 0
Niacina (mg) 1,4 0,5
Vitamina B6 (mg) 0,44 0,09
Folatos (ug) 35 17
Ferro 0,2 0,4

Tabela de comparação nutricional https://insa.foodcase.ch/foodcomp/foodcompare

Mito ou verdade?

É ou não verdade que a batata faz sono !?!

Apesar de ter encontrado provas cientificas que comprovem e dê uma resposta concerta, há alguns indícios que indicam que pode ser verdade.

Este tubérculo cria uma resposta de insulina que tem um efeito sobre o movimento do triptofano, que o organismo utiliza para produzir serotonina.

A serotonina é a substância química do cérebro que sentir se feliz e que tem uma relação estreita com o ciclo de sono-vigília do corpo.

Curiosidade

Como apareceu a batata frita

Em 1853, o magnata dos caminhos de ferro Cornelius Vanderbilt ficou insatisfeito com o seu chef de cozinha que cortou as batatas grossas de mais. O chef George Crum por resposta cortou as batatas de Vanderbilt em rodelas tão finas como uma folha de papel, fritou-as e enviou-lhas de volta. Vanderbilt adorou a apresentação e chamou-lhes “Saratoga Crunch Chips”, as percursoras das atuais batatas fritas.

As batatas além de serem deliciosas e fáceis de cozinhar, são muito nutritivas. Um alimento básico, utilizado em muitos pratos.

Para tirar o máximo de proveito dos benefícios das batatas, tente consumi-las cozidas ou no forno e se possível com casca, já que é esta que contém fibra, flavonóides e outros nutrientes.

Evite as batatas fritas em óleo, já que a sua gordura é extremamente prejudicial a sua saúde.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.