Dicas de como escolher e preparar um bom Bacalhau

Identificar um bom bacalhau na hora de comprar nem sempre é tarefa fácil. Verifique em primeiro lugar a sua classificação e tipo, normalmente é fixada pelo comerciante.

E ao escolher, observe

A forma do peixe – O bacalhau legítimo é largo e permite corte em lombos

O rabo do peixe – Deve ser quase recto ou ligeiramente curvado para dentro, de cor uniforme (se tiver uma espécie de “bordado” branco na extremidade, não é o legítimo).

A cor “palha”- Se o bacalhau é branquinho, não é o legítimo.

A pele – Deve soltar com facilidade

Repare se o peixe está bem escovado: sua aparência deve ser limpa, sem manchas escuras. Manchas (pretas, rosa ou avermelhadas) podem ser resíduos do peixe como sangue, bílis, etc. , significando que ele não foi bem tratado.

Verifique também se ele está bem seco: pegue no bacalhau firmemente pela “cabeça” e solte a cauda. Se ele ficar recto – ou quase reto – está bem curado, se dobrar “arquear” para baixo está mal curado e húmido.

Dicas de preparação

1. Para saber a quantidade de bacalhau numa refeição, calcule entre 150g e 250g por pessoa;

2. A melhor altura para retirar a pele do bacalhau é quando ele ainda está salgado e seco: levantar a pele em uma das extremidades e retire-a puxando firmemente ou depois de cozido, a pele também sai com facilidade. A melhor altura para retirar as espinhas é quando se desfia o bacalhau ainda salgado e seco ou depois de cozido;

3. O bacalhau não deve ser fervido, a não ser que a receita o indique. A fervura prejudica o paladar e resseca o peixe. Deve ser cozido em fogo brando, sem grande borbulhar;

4. Se quiser apurar o paladar do bacalhau, deixe-o temperado com azeite e ervas (p.ex. coentros ou salsa) ou submerso em leite durante pelo menos 2 horas antes de cozinhar;

5. Aproveite a água de cozer o bacalhau para cozinhar as batatas e para fazer o arroz de acompanhamento: ficam perfeitos no acompanhamento.

Este alimento, tal como todos os outros, pode ser confeccionado de forma saudável. A adição de produtos como natas, maionese, manteiga ou óleo, irá modificar o valor calórico.

A gordura de eleição deve ser o azeite e há que experimentar ervas aromáticas como o colorau, pimentão, coentros, tomilho, alecrim e salsa em detrimento do sal, para condimentar os pratos de bacalhau.

O tradicional e natalício bacalhau cozido com legumes é um dos exemplos no panorama das receitas saudáveis e há 1001 maneiras diferentes de cozinhar bacalhau.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.