Couve, um alimento funcional

com acção Detox

couve

Sabia que… inicialmente as folhas de couve era utilizadas para guarnecimento dos buffets das saladas nos restaurantes nos Estados Unidos?

A couve (Kale) é um vegetal de folhas verdes que pertence à família Brassica, um grupo de vegetais, incluindo repolho, couve-flor e couve-de-bruxelas entre outros que ganharam atenção, devido aos seus fitonutrientes.
O seu nome científico é Brassica olerácea. E existem diversas variedades; estes incluem couve-galega, couve ornamental, couve-flor, couve-de-bruxelas, couve coração, os quais diferem em sabor, textura e aparência.

De grande riqueza em nutrientes a couve destacam se em três áreas específicas:

(1) de nutrientes antioxidantes,

(2) nutrientes anti-inflamatórios, e

(3) de nutrientes anticancerígenos sob a forma de glucosinolatos.

Pesquisadores conseguiram já identificar mais de 45 flavonoides diferentes na couve. Como kaempferol e quercetina encabeçando a lista, os flavonoides da couve combinados com os antioxidante proporcionam benefícios anti-inflamatórios que dão a couve um papel de liderança na dieta com relação à prevenção da inflamação crónica e stress oxidativo.

Tem ainda propriedade desintoxicantes por acção dos isotiocianatos (ITC), Um fitonutriente que conjugado com os glucosinolatos em vegetais crucíferos são os responsáveis pelo sabor típico desses vegetais. E actuam no processo de desintoxicação do organismo atravez da I e II fase da desintoxicação hepática. O seu elevado teor de enxofre foi ainda mostrado essencial para a fase II de desintoxicação.

Porque deve comer Couve

Por ser tão densa a nível nutricional a couve torna-se um dos alimentos mais saudáveis que se pode adicionar a uma dieta. è uma excelente fonte de vitaminas A e C e potássio. É também rica em em cálcio, ferro e folato. Contém uma variedades de fitoquímicos incluindo a luteína, que beneficia a visão e o combate ao cancro.

Segundo a Sociedade Americana do Cancro, as frutas e legumes ricos em carotenóides, incluindo verduras de folhas como a couve diminuem o risco de cancro do pulmão, cancro do esôfago e cancros da boca e faringe.

Rainha em carotenóides e flavonóides, dois poderosos antioxidantes que protegem as células contra os radicais livres que causam o stress oxidativo. O kaempferol (flavonóide) e quercetina, para além dos outros 45 também existentes na couve, são conhecidos por lutar especificamente contra a formação de células cancerosas. Para além, de como já referido ser rica em antioxidantes tais como vitamina C, vitamina A, e manganês, a couve é certamente uma escolha inteligente na batalha contra a oxidação celular.

Todos estes benefícios fazem deste vegetal um superalimento!

Dicas e sugestões

  • As folhas menores têm um sabor mais suave. E de folhas verdes escuras, são as mais tenras e com melhor sabor.
  • Conserve as folhas por lavar num saco plástico na gaveta dos vegetais do frigorifico. mantenha uma toalha de papel humedecida dentro do saco para manter a humidade. Cozinhe poucos dias depois de as comprar.
  • Retire o veio central das folhas e dos caules, pois estes tendem a ser rijos e difíceis de mastigar.
  • Sirva logo após a sua confecção para evitar que fiquem empapadas.
  • Se usar em salada crua, não corte ou rasgue as folhas antes de as usar. Assim permite preservar o conteúdo de vitamina C.
  • As folhas podem ser cozidas a vapor ou em lume brando, escaldada, revogada, salteada e cozinhada no formo. São precisos cerca de 8 a 15 mim dependendo do método.
  • Sirva acompanhada de de alimentos ricos em vitamina C como frutas cítricas, com vinagre, pimentas e frutos secos para aumentar a absorção de ferro.
  • Simplesmente salteada com alho fresco, azeite e limão ou vinagre balsâmico torna-a num prato maravilho. Experimente salpicar um pouco de queijo ralado por cima.

Aproveite os benefícios da couve, viva mais saudável !

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.