6 Remédios caseiros para infecção urinária

As infecções do trato urinário afetam milhões de pessoas todos os anos.

Embora sejam tradicionalmente tratadas com antibióticos, existem também muitos remédios caseiros disponíveis que ajudam a tratar e a evitar recorrências.

infecção urinária

O que é uma infecção do trato urinário?

A infecção do trato urinário (ITU) ou como tradicionalmente é mais conhecida por infecção urinária, caracteriza-se pela presença acentuada de micro-organismos nas vias urinárias, habitualmente bactérias patogênicas, seja na bexiga, próstata, sistema coletor ou rins.

A ITU é uma patologia extremamente frequente que ocorre em todas as idades, havendo, contudo, maior prevalência desse problema em três grupos etários: crianças até os seis anos de idade, mulheres jovens com vida sexual ativa e adultos idosos com mais de 60 anos de idade.

Bactérias do intestino são a causa mais comum de ITUs, mas fungos e vírus também podem causar infecção (1).

As duas estirpes de bactérias Escherichia coli e Staphylococcus saprophyticus respondem por cerca de 80% dos casos (2).

Tipos de infecção urinária

infecção urinária

A infecção urinária torna se complicada quando ocorre num aparelho urinário com alterações estruturais e funcionais. Habitualmente, as cistites são infecções mais simples enquanto as pielonefrites, ao contrário, são mais frequentemente complicadas, pois em geral resultam da ascensão de micro-organismos do trato urinário inferior e estão frequentemente associadas com a presença de cálculos renais.

A uretrite consiste na inflamação ou infecção da uretra, o canal que transporta a urina da bexiga para fora do corpo. E pode ser causada pela bactéria Nesseria gonorrheae e as não gonocócicas são causadas por diferentes tipos de germes. E ainda existem casos mais raros como as uretrites traumáticas.

Sintomas da infecção urinária

Os sintomas comuns da ITU incluem (1):

  • Uma sensação de ardor ao fazer xixi
  • Micção frequente
  • Urina escura ou turva
  • Urina com forte odor
  • Sensação de esvaziamento incompleto da bexiga
  • Dor pélvica

Tratamento

O tratamento de infecções urinárias varia muito de acordo com o tipo de cada infecção e sua gravidade também, mas normalmente o tratamento é feito à base de antibióticos.

No entanto, estudos indicam que os probióticos (micro-organismos vivos) podem ajudar a prevenir e tratar as infecções do trato urinário. Normalmente existem mais de 50 microrganismos diferentes na região urogenital.

Dependendo da idade e exposição a diferentes fatores, a composição desses micro-organismos muda. A ingestão de probióticos ajuda na manutenção de bactérias saudáveis, protegendo o organismo contra as bactérias patogênicas, causadoras das infecções.

Como pode a nutrição ajudar?

Além disso, uma dieta rica em alimentos antioxidantes, com frutas, verduras, legumes, sementes e cereais integrais é fundamental para fortalecer o sistema imunológico.

Cranberry – Arandos

cranberry

A baga cranberry, ou como também é conhecia por Arandos, por exemplo, é um alimento muito indicado para pessoas com infecção urinária, pois é rico em proantocianidina, substância que inibe a aderência de bactérias do tipo E.coli na mucosa da bexiga, combatendo as infecções do trato urinário e  apresenta os antioxidantes: vitaminas C, vitamina E, flavonoides e ácidos fenólicos.

Beber muitos líquidos e alimentos diuréticos

frutos e agua

A água e alimentos diuréticos nos ajudam a eliminar corpos estranhos das vias urinárias e a combater a retenção de líquidos. Por isso é indispensável consumir no mínimo 2 litros de água por dia e introduzir chás diuréticos como o de cavalinha e hibiscus e alimentos como: espargos, abacaxi, aipo, alfafa, pepino, etc.

Aumentar a ingestão de vitamina C

Algumas evidências mostram que o aumento da ingestão de vitamina C pode proteger contra infecções do trato urinário.

A vitamina C,  aumenta a acidez da urina, combatendo assim as bactérias que causam a infecção (3).

Um estudo de 2007, realizado em mulheres grávidas, demonstrou os efeitos de tomar 100 mg de vitamina C todos os dias.

Revelou que a vitamina C tinha um efeito protetor, reduzindo o risco de ITU para mais de metade nas grávidas que tomavam vitamina C em comparação com o grupo controle (4).

ingestão de frutas e vegetais, especialmente ricas em vitamina C são uma boa maneira de aumentar a sua prevenção. Pimentos vermelhos, laranjas, toranjas e kiwis contêm uma boa quantidade de vitamina C .

Hábitos saudáveis

Papel higiênico

Prevenção de infecções do trato urinário começa com a prática de alguns hábitos de higiene.

Primeiro, é importante não passar muito tempo com vontade de urinar. Isso pode levar a um acúmulo de bactérias, resultando em infecção.

Limpar-se após urinar para evitar que bactérias se acumulem no local e entrem no trato urinário.

Fazer xixi após relações sexuais também pode reduzir o risco de ITU, impedindo a propagação de bactérias (5).

Além disso, aqueles que são propensos as infecções urinarias devem evitar o uso de espermicida, uma vez que tem sido associada a um aumento de ITUs.

Evitar usar calças muito apertadas, optar pelas de algodão e trocá-las diariamente.

Suplementos naturais

Para além dos alimentos, pode também optar por suplementos naturais que ajudam a combater ou a diminuir o risco de desenvolver uma infecção urinária.

 Aqui estão alguns suplementos que foram estudados:

  • D-manose: É um tipo de açúcar encontrado nas bagas de brandos ou cranberries e tem se mostrado eficaz no tratamento de infecções urinárias e prevenção de recorrência (6).
  • Extrato de cranberry: O suco de cranberry, ou extrato de cranberry funciona impedindo as bactérias de aderir ao trato urinário.
  • Folha de Bearberry: Também conhecida como uva-ursina. Um estudo mostrou que uma combinação de folha de bearberry, raiz de dente-de-leão e folha de dente de leão diminuiu a recorrência de ITU (7).
  • Extrato de alho: O alho mostrou ter propriedades anti-microbianas e capaz de bloquear o crescimento de bactérias para prevenir ITU (8).

As infecções do trato urinário são um problema comum e pode ser frustrante para lidar.

No entanto, mantendo-se hidratado, praticando alguns hábitos saudáveis ​​e complementando sua dieta com alguns alimentos que ajudam na sua prevenção ou combate, são boas maneiras de reduzir o risco de obter.

 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.