Inicio Dicas Saudáveis 10 chás de ervas saudáveis, que deve conhecer

10 chás de ervas saudáveis, que deve conhecer

Chás de ervas existem há séculos.

No entanto, apesar do seu nome, nem todos os chás de ervas são considerados os chás verdadeiros. O verdadeiro chá, são chá verde, chá preto e chá oolong, feitos das folhas da planta Camellia sinensis.

Os outros tipos de chás são feitos de frutas secas, flores, especiarias ou ervas.

Isso significa que existe uma ampla gama de chás de ervas e podem servir uma ampla gama de gostos e sabores e fazer uma alternativa tentadora para bebidas açucaradas ou água.

Além de versáteis, alguns chás têm propriedades promotoras de saúde. Na verdade, chás de ervas têm sido usados ​​como remédios naturais para uma variedade de doenças por centenas de anos.

Curiosamente, a ciência moderna começou a encontrar evidências que apoiam alguns dos usos tradicionais dos chás de ervas, bem como alguns novos.

 

1. Chá de camomila

O chá de camomila é mais comumente conhecido por seus efeitos calmantes e é frequentemente usado como auxílio para dormir.

Dois estudos examinaram os efeitos do chá de camomila em problemas de sono em humanos.

Em um estudo com 80 senhoras em pós parto, que experienciando problemas de sono, beber chá de camomila, duas semanas levou a uma melhora na qualidade do sono e a menos sintomas de depressão (1).

Outro estudo em 34 pacientes com insônia encontrou melhorias principalmente no despertar durante a noite, tempo para adormecer e durante o dia, após tomar extrato de camomila duas vezes ao dia (2).

Além do mais, a camomila pode não ser apenas útil como um auxílio para dormir. Acredita-se também que tenha efeitos antibacterianos, anti-inflamatórios e protetores do fígado (3).

Estudos em camundongos (tipo de ratos) encontraram evidências preliminares de que a camomila pode ajudar a combater a diarreia e as úlceras do estômago (34).

Um estudo também descobriu que o chá de camomila reduzia os sintomas da síndrome pré-menstrual, enquanto outro estudo em pessoas com diabetes tipo 2 observou melhorias nos níveis de glicose, insulina e lipídios no sangue (56).

Embora sejam necessárias mais pesquisas para confirmar esses efeitos, evidências preliminares sugerem que o chá de camomila pode oferecer uma série de benefícios para a saúde.

2. Chá de hortelã

O chá de hortelã-pimenta é um dos chás de ervas mais usados ​​no mundo (7). Além de possuir um paladar agradável, o típico sabor a menta, é um bom digestivo. Quando bebido após as refeições, é uma excelente bebida para quem sofre de dores de estômago.

Embora seja mais popularmente usado para apoiar a saúde do trato digestivo, também possui propriedades antioxidantes, anticancerígenas, antibacterianas e antivirais (7).

A maioria desses efeitos não foi estudada em seres humanos, por isso não é possível saber se eles podem levar a benefícios para a saúde. No entanto, vários estudos confirmaram os efeitos benéficos da hortelã-pimenta no trato digestivo.

Vários estudos mostraram que as preparações de óleo de hortelã-pimenta, que muitas vezes também incluem outras ervas, podem ajudar a aliviar a indigestão, a náusea e a dor de estômago (891011).

Evidências também mostram que o óleo de hortelã-pimenta é eficaz como relaxante em caso de espasmos nos intestinos, esófago e cólon (12131415).

Por fim, estudos descobriram que o óleo de hortelã-pimenta é eficaz no alívio dos sintomas da síndrome do intestino irritável (16).

Portanto, se sentir desconforto digestivo, seja de cólicas, náuseas ou indigestão, o chá de hortelã-pimenta é um ótimo remédio natural para tentar.

3. Chá de gengibre

O chá de gengibre é um dos mais antigos e o seu potencial é conhecido como uma planta medicinal de elevado valor para tratar gripes, constipações e resfriados.  Contém um grande número de antioxidantes saudáveis ​​que ajudam no combate as doenças (17).

Este chá, feito com 1 litro de água e um bocado de rizoma de gengibre, é suficiente para aliviar os sintomas mas também ajuda a combater a inflamação e estimula o sistema imunológico, mas é mais conhecido por ser um remédio eficaz para a náusea (18).

Estudos demonstram que o gengibre é eficaz no alívio de náuseas, especialmente no início da gravidez, embora também possa aliviar náuseas causadas por tratamentos de cancro e enjoo (1920).

Evidências também sugerem que o gengibre pode ajudar a prevenir úlceras estomacais e aliviar indigestão ou obstipação (20 ).

O gengibre também pode ajudar a aliviar a dismenorréia ou a dor menstrual. Uma série de estudos descobriu que as cápsulas de gengibre reduzem a dor associada à menstruação (2122).

De fato, dois estudos descobriram que o gengibre é tão eficaz quanto os anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs), como o ibuprofeno, no alívio da dor menstrual (2324).

Por fim, alguns estudos sugerem que o gengibre pode oferecer benefícios à saúde para pessoas com diabetes, embora as evidências não tenham sido consistentes. Estes estudos demostram ainda que os suplementos de gengibre ajudaram no controle do açúcar no sangue e nos níveis de lipídios no sangue ( 25 , 26 , 27 ).

4. Chá de hibisco

O chá de hibisco é feito a partir das flores coloridas da planta de hibisco. Tem uma cor vermelho-rosa e refrescante, de sabor azedo.

Além de sua cor ousada e sabor único, o chá de hibisco oferece propriedades medicinais.

Por exemplo, o chá de hibisco tem propriedades antivirais, e estudos em tubos de ensaio mostraram que seu extrato é altamente eficaz contra cepas da gripe aviária. No entanto, nenhuma evidência mostrou que beber chá de hibisco poderia ajudá-lo a combater vírus como a gripe (28).

Uma série de estudos investigou os efeitos do chá de hibisco nos níveis elevados de lipídios no sangue. Alguns estudos descobriram que ele é eficaz, embora um grande estudo de revisão tenha constatado que ele não teve um efeito significativo nos níveis de lipídios no sangue ( 29 ).

No entanto, o chá de hibisco demonstrou ter um efeito positivo sobre a pressão arterial elevada.

De fato, muitos estudos descobriram que o chá de hibisco reduz a pressão alta, embora a maioria dos estudos não seja de alta qualidade (3031).

Além disso, outro estudo descobriu que tomar chá de hibisco por seis semanas diminuiu significativamente o stress oxidativo em jogadores de futebol do sexo masculino (32).

Certifique-se de evitar beber chá de hibisco se estiver tomando hidroclorotiazida, um medicamento diurético, pois os dois podem interagir um com o outro. O chá de hibisco também pode encurtar os efeitos da aspirina, então é melhor separá-los de 3 a 4 horas (30).

O chá de hibisco é também uma boa estratégia para tentar acelerar o processo de emagrecimento, pois esta planta contém antocianinas, compostos fenólicos e flavonóides que ajudam a regular os genes envolvidos no metabolismo dos lípidos, auxiliando a eliminação de gordura e atenuar a hipertrofia dos adipócitos, reduzindo o tamanho das células de gordura.

Mas além disso, também se deve apostar nos alimentos ricos em nutrientes e evitar ao máximo tudo que contenha açúcares e gordura. Começar a caminhar também é muito importante, dessa forma, quem não pratica qualquer tipo de atividade física deve procurar algum tipo de exercício físico para fazer, pelo menos 3 vezes por semana.

5. Chá de Echinacea

Chá de Echinacea é uma mezinha popular muito conhecida para prevenir e encurtar o resfriado comum.

Evidências mostram que a echinacea pode ajudar a estimular o sistema imunológico, ou seja, ajuda o organismo a combater vírus ou infecções (33).

Muitos estudos descobriram que a equinácea pode encurtar a duração do resfriado comum, diminuir a gravidade de seus sintomas ou mesmo evitá-lo (33).

No entanto, os resultados são conflituantes e a maioria dos estudos não foi bem planejada. Isso torna difícil dizer se os resultados positivos são devidos a equinácea ou mera chance aleatória.

Portanto, não é possível dizer definitivamente que tomar equinácea ajudará no resfriado comum.

No mínimo, esta bebida de ervas morna pode ajudar a aliviar a dor de garganta ou limpar o nariz entupido se sentir um resfriado (34).

6. Chá Rooibos

Chá

Rooibos é um chá de ervas que vem da África do Sul. É feito das folhas da planta rooibos ou arbusto vermelho.

Os sul-africanos usam historicamente para fins medicinais, mas há muito pouca pesquisa científica sobre o assunto.

No entanto, alguns estudos em animais e humanos foram realizados. Até agora, estudos não conseguiram mostrar que é eficaz para alergias e pedras nos rins (3536).

No entanto, um estudo mostrou que o chá de rooibos pode beneficiar a saúde ósseaUm estudo em tubo de ensaio sugere que o chá de rooibos, juntamente com o chá verde e preto, pode estimular as células envolvidas no crescimento e densidade óssea (37).

O mesmo estudo descobriu que os chás também diminuíam os marcadores de inflamação e toxicidade celular. Os pesquisadores sugeriram que isso pode ser porque beber chá está associado com maior densidade óssea.

Além disso, evidências preliminares mostram que o chá de rooibos pode ajudar a prevenir doenças cardíacas.

Um estudo descobriu que o chá de rooibos inibe uma enzima que causa a constrição dos vasos sanguíneos, da mesma forma que um medicamento comum para pressão arterial (38).

Além disso, outro estudo descobriu que beber seis chávenas de chá de rooibos diariamente por seis semanas reduziu os níveis sanguíneos de colesterol LDL e gordura “ruins”, enquanto aumentava o colesterol HDL “bom” (39).

Muito mais pesquisas são necessárias para confirmar esses efeitos e descobrir quaisquer benefícios adicionais. No entanto, as evidências preliminares são promissoras.

7. Chás de sálvia

O chá de sálvia é bem conhecido por suas propriedades medicinais, e a pesquisa científica começou a apoiar vários de seus benefícios para a saúde, especialmente para a saúde do cérebro.

Uma série de estudos em tubo de ensaio, em animais e humanos mostraram que a sálvia é benéfica para a função cognitiva, bem como potencialmente eficaz contra os efeitos das placas envolvidas na doença de Alzheimer.

De fato, dois estudos realizados com gotas orais de sálvia ou óleo de sálvia encontraram melhorias na função cognitiva em pessoas com doença de Alzheimer, embora estes estudos tenham apresentado também algumas limitações (404142).

Uma série de estudos encontrou melhorias no humor, função mental e memória em adultos saudáveis ​​após tomarem um dos vários tipos diferentes de extrato de sálvia (40434445).

Além disso, um pequeno estudo em humanos descobriu que o chá de sálvia melhorou os níveis de lipídios no sangue, enquanto outro estudo em ratos descobriu que o chá de sálvia protegia contra o desenvolvimento de cancro do cólon (4647).

O chá de sálvia parece ser uma boa escolha saudável, oferecendo benefícios para a saúde cognitiva e potencialmente para a saúde do coração e do cólon. Mas mais estudos são necessários para descobrir mais sobre esses efeitos.

8. Chá de Erva-cidreira

chá_teaO chá de erva-cidreira tem um sabor leve e parece ter propriedades promotoras de saúde.

Em um pequeno estudo comparativo com 28 pessoas que tomaram chá de cevada ou erva-cidreira durante seis semanas, demonstrou que, o grupo de chá de erva-cidreira melhorou a elasticidade das artérias. A rigidez arterial é considerada um fator de risco para doença cardíaca, acidente vascular cerebral e declínio mental (48).

No mesmo estudo, aqueles que beberam chá de erva-cidreira também aumentaram a elasticidade da pele, que normalmente tende a diminuir com a idade. No entanto, o estudo foi de baixa qualidade.

Outro pequeno estudo em trabalhadores de radiologia descobriu que beber chá de erva-cidreira duas vezes por dia durante um mês aumentou as enzimas antioxidantes naturais do corpo, que ajudam a proteger o corpo dos danos oxidativos nas células e no DNA (49).

Como resultado, os participantes também mostraram melhorias nos marcadores de danos nos lipídios e no DNA.

Evidências preliminares também sugeriram que a erva-cidreira pode melhorar os níveis elevados de lipídios no sangue (50).

Além disso, vários estudos mostraram que a erva-cidreira melhorou o humor e o desempenho mental.

Dois estudos, com 20 participantes, avaliaram os efeitos de diferentes doses de extrato de erva-cidreira. Eles encontraram melhorias na calma e na memória (5152). E outro pequeno estudo descobriu que o chá de erva-cidreira reduziu a frequência de palpitações e ansiedade no coração ( 53 ).

Chá de erva-cidreira pode oferecer uma série de potenciais benefícios para a saúde e faria um bom complemento para qualquer coleção de chá de ervas.

9. Chá rosa mosqueta

O chá de Rosa Mosqueta, também conhecida como rosa canina é feito a partir do fruto da planta.

Na medicina popular, somente as flores são usadas para tratar menstruação irregular, assim como somente os frutos são usados para a diarreia, cansaço e micção frequente. É importante lembrar que o chá de rosa mosqueta não deve ser fervido.

Sendo usada para fins medicinais há muito tempo e durante o período da Segunda Guerra Mundial, os soldados e civis ingleses usavam-na como um suplemento natural para reposição da vitamina C.

Por sua riqueza em vitamina C e compostos vegetais benéficos. Estes compostos vegetais, confere lhe as suas propriedades anti-inflamatórias (55). E vários estudos analisaram a capacidade do pó de rosa mosqueta para reduzir a inflamação em pessoas com artrite reumatóide e osteoartrite.

Muitos desses estudos descobriram que é eficaz na redução da inflamação e seus sintomas relacionados, incluindo a dor (565758).

Pode também ser benéfica no controle de peso, já que um estudo de 12 semanas em 32 pessoas com sobrepeso descobriu que tomar extrato de rosa mosqueta resultou em diminuição do IMC e da gordura da barriga (59).

Os efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes da Rosa Mosqueta também podem ajudar a combater o envelhecimento da pele (60).

Essas propriedades também podem resultar em outros benefícios para a saúde, embora mais estudos sejam necessários para confirmar esses efeitos e investigar novos.

10. Chá de maracujá

As folhas, caules e flores da planta de maracujá são usados ​​para fazer chá de maracujá.

O chá de maracujá é tradicionalmente usado para aliviar a ansiedade e melhorar o sono, e os estudos começaram a apoiar esses usos.

Por exemplo, um estudo descobriu que beber chá de maracujá durante uma semana melhorou significativamente os marcadores de qualidade do sono (6162).

Além disso, dois estudos em humanos descobriram que a flor de maracujá foi eficaz na redução da ansiedade. De fato, um desses estudos descobriu que o maracujá era tão eficaz quanto um remédio para aliviar a ansiedade (63).

Muitos chás de ervas oferecem efeitos promotores da saúde, e a ciência começou a validar alguns de seus usos tradicionais. Se é um amante de chá ou um novato, não tenha medo de experimentar esses 10 chás de ervas.

Para além de haver uma grande variedade de opções de sabores, eles são naturalmente livres de açúcar e calorias.
Vai um cházinho ?!?….

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »
%d bloggers like this: